11 de junho de 2013

ESPERA

Pedro esperou pacientemente, a vida toda, que Laura lhe dissesse sim. Mas, sempre que ouvia sim da boca dela, não era o sim que queria ouvir. Tinha o sabor amargo do não. 
- Não te preocupes, sim? Um dia de cada vez. 
- Espera, sim? Para quê tanta pressa? 
- Sim, já pensei. 
Finalmente disse sim. Mas disse-o ao Luís, na presença de cento e cinquenta convidados que animaram a festa onde as lágrimas de Pedro não entraram. 

(77palavras, desafio Rádio Sim nº2: usar 7 vezes a palavra SIM)
Enviar um comentário