30 de março de 2012

INQUIETOS PENSAMENTOS

O vento chegou zangado. Fustigou-me o corpo, fez voar o chapéu e o cabelo bailou em liberdade. As gaivotas vieram juntar-se ao chapéu que voava como se fosse uma delas. Corri que nem uma louca atrás dele. Mas o vento decidiu contrariar-me e, soprando mais, levou-o para o longe. Não era mais que uma sombra quando o mar o engoliu. E, com ele, o mar engoliu, também, os meus inquietos pensamentos que partiram numa viagem sem retorno.

microconto publicado no blogue 77palavras
Enviar um comentário