24 de maio de 2010

POEMA

A convite da educadora Helena Cristina, estive no Jardim de Infância de Casaldelo, S. João da Madeira, antes da Páscoa, a poetar com as crianças. O tema era o chapéu e o poema iria acompanhar o chapéu da imagem, numa exposição a decorrer no shopping 8ªAvenida. Depois de um longo brainstorming, as ideias surgiram e as palavras e frases saídas da imaginação das crianças foram seleccionadas, agrupadas e o poema nasceu.

Tinha um chapéu na cabeça
veio o vento e soprou
para as estrelas, o chapéu voou.

Voou tão alto e rodopiou.
Parecia um pião, um foguetão
ou um avião!
Parecia, também, um balão
a dançar ao relento
ou um vira-vento
a rodar na minha mão.

O vento acalmou
o chapéu caiu no jardim,
chegou a borboleta, nele pousou.
- O que é isto que veio até mim?
Enviar um comentário